Bauru - 17/07/2017 - 08h15

Emoção marca ordenação de dom Ricci

JCNET

A tarde desse domingo (16) foi histórica para a Igreja Católica de Bauru. Após 53 anos da criação da Diocese de Bauru, pela primeira vez um sacerdote da cidade foi ordenado bispo, em uma cerimônia marcada pela emoção. O agora bispo Luiz Antonio Lopes Ricci assumirá, a partir de 5 de agosto, o cargo de bispo-auxiliar da Arquidiocese de Niterói, no estado do Rio de Janeiro. A nomeação, feita pelo Papa Francisco, foi em 10 de maio de 2017.

A ordenação episcopal foi acompanhada por cerca de duas mil pessoas, durante toda a tarde desse domingo (16), na Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, no Jardim Panorama. Parte do público assistiu à solenidade na parte externa do templo, por meio de telões. A emoção foi a marca principal, sobretudo na parte final da celebração, que durou mais de três horas. Além de muita gente de Bauru e região, fiéis e religiosos vieram de ônibus de Niterói.

A cerimônia segue o ritual de uma missa normal da Igreja Católica Romana, tanto na ordem das leituras quanto na presença da comunhão, principal ponto da liturgia. O bispo de Bauru, dom Caetano Ferrari, foi o condutor principal da celebração, auxiliado diretamente por dom José Francisco Rezende Dias, arcebispo de Niterói, e dom Luiz Antônio Guedes, bispo de Campo Limpo e que já ocupou a mesma função na Diocese de Bauru.

Autoridades prestigiaram a Ordenação Episcopal de dom Luiz Ricci. O vice-prefeito Toninho Gimenez (PTB) representou o Poder Executivo local (Prefeitura de Bauru), enquanto o vereador Carlão do Gás (PMDB), bastante atuante na Igreja Católica, foi como membro do Poder Legislativo (Câmara Municipal). Lideranças religiosas de outras denominações cristãs também marcaram presença.

Últimas notícias