Bauru - 03/01/2019 - 16h55

Saúde inicia intensificação da vacinação de febre amarela nesta sexta-feira

Redação


A Secretaria Municipal de Saúde de Bauru, alerta a população para o período de maior risco de transmissão da febre amarela, que é o verão.

Essa preocupação se dá devido ao início do período de férias, com o aumento da circulação de pessoas não vacinadas para áreas com circulação confirmada pelo vírus e áreas endêmicas de ocorrência da doença, seja dentro do estado de São Paulo e os demais municípios do Brasil.

A febre amarela é uma doença transmitida por vetores (mosquito Haemagogus no meio silvestre e Aedes Aegypti no meio urbano), infecciosa viral e aguda, que pode levar a morte. A única forma de prevenção da doença é a vacinação. O estado de São Paulo vem, desde 2016, enfrentando um surto de Febre Amarela Silvestre. A maioria dos casos confirmados ocorreu em pessoas não vacinadas, que se expuseram a áreas e/ou atividades de risco (ambientes silvestres ou de mata).

Portanto, para garantir que a população de Bauru esteja protegida contra a doença, a Secretaria de Saúde realiza intensificação da vacinação contra a Febre Amarela a partir desta sexta-feira, 04/01, em todas as Unidades Básicas de Saúde, de segunda a sexta- feiras, durante todo o horário de funcionamento das salas de vacinas conforme horário estabelecido em cada unidade de saúde.

É importante se imunizar as pessoas que irão viajar para qualquer área do Brasil que nunca recebeu a vacina e principalmente quem irá para região do litoral norte do Estado de São Paulo. Na área rural de Bauru, nos últimos dois anos, foram vacinadas 96% da população residente, em torno de 3.070 pessoas.

Quem pode receber a vacina?
Crianças a partir dos 09 meses de idade
Adultos até 59 anos, acima de 60 anos deverá apresentar uma carta médica atestando que pode receber a vacina

A vacinação é contra indicada para:
Pessoas imunodeprimidas (portadores de câncer, pessoas que convivem com HIV?Aids, Lúpus e outras doenças imunossupressoras);
Gestantes em qualquer trimestre e crianças menores de 09 meses de idade.

Últimas notícias