Bauru - 22/02/2019 - 15h50

Bloco Domingo Pé de Cachaça é cancelado



Está cancelada a 9.ª edição do Bloco Domingo Pé de Cachaça prevista para este domingo (24/02). A informação foi confirmada pela organização. O evento que, tradicionalmente, reúne milhares de foliões em trajeto pela avenida Nações Unidas, tinha concentração marcada para as 9h.

Os organizadores alegam que solicitações de última hora, por parte das autoridades, e acusações que prejudicaram a tradição do evento, são os motivos para o cancelamento. A prefeitura nega que tenha proibido o evento e também divulgou uma nota (confira abaixo).

Ainda de acordo com a prefeitura, o Bloco Agora ou Nunca, que será realizado neste sábado (23/02), a partir das 17h, apresentou toda a documentação em tempo, que permitiu sua emissão de alvará na semana passada e, portanto, tem autorização para ser realizado normalmente.


Confira a nota divulgada pela Organização do Bloco:

"NOTA DE ESCLARECIMENTOS - CANCELAMENTO DO BLOCO DOMINGO PÉ DE CACHAÇA

A organização do BLOCO DOMINGO PÉ DE CACHAÇA vem a público prestar os esclarecimentos necessários acerca das inúmeras notícias veiculadas nos últimos dias, relativas a acusações de supostas ilegalidades que teriam sido praticadas durante a organização e montagem da estrutura do evento.

Primeiramente, importante esclarecer que a organização do BLOCO DOMINGO PÉ DE CHACHAÇA sempre teve como uma de suas principais características a observância e obediência à princípios de responsabilidade, investindo permanentemente no aperfeiçoamento de suas relações com a sociedade civil e, especialmente, com o Poder Público.

Desta forma, toda a estrutura do evento foi idealizada em conjunto com os órgãos competentes, sendo estes o Ministério Público do Estado de São Paulo, Polícia Militar, Conselho Tutelar, e Prefeitura Municipal de Bauru, entre outros.

Destaca-se que a organização do BLOCO DOMINGO PÉ DE CHACHAÇA sempre buscou manter o formato tradicionalmente adotado ao longo dos 08 anos de realização do evento, com livre acesso ao público e sem a cobrança de qualquer valor.

As tratativas para a realização da edição 2.019 do evento foram iniciadas no mês de setembro de 2.018, com a realização da primeira reunião entre a organização do BLOCO DOMINGO PÉ DE CACHAÇA e as autoridades competentes.

Após diversas reuniões e análise de ideias sobre o formato do evento, em reunião realizada no dia 08 de fevereiro de 2.019 todos os envolvidos concordaram com a realização do bloco na Avenida Nações Unidas, das 10:00 às 18:00 horas, com a inclusão de uma área fechada, com cobrança de entrada, para controle de venda de bebidas e acesso de menores de idade.

Repisa-se que o formato acordado entre todos, contou com a flexibilização da proposta inicialmente apresentada pela organização do BLOCO DOMINGO PÉ DE CACHAÇA, que era um evento aberto e sem a cobrança de qualquer valor, sendo a inclusão de uma área fechada proposta pelas autoridades envolvidas.

Imediatamente após a formatação do evento, a organização do BLOCO DOMINGO PÉ DE CACHAÇA adotou todas as providências legalmente exigidas para a sua realização, com a solicitação das autorizações, alvarás e licenças junto aos órgãos competentes, quais sejam a Prefeitura Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil, Conselho Tutelar, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU, Vigilância Sanitária, Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano e Rural – EMDURB e Corpo de Bombeiros.

A organização do evento também providenciou toda a estrutura para viabilizar a realização nos moldes tratados com as autoridades competentes, com a contratação de serviço de ambulância, segurança, banheiros químicos, e estrutura para montagem da área fechada.

Com a proximidade da data prevista para realização do evento, foi iniciada a montagem da estrutura física, uma vez que para a obtenção do AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros - é necessário que o Corpo de Bombeiros fiscalize toda a estrutura já montada.

Assim, considerando que mencionada fiscalização não é realizada aos finais de semana, se fazia necessária a montagem de toda a estrutura até a sexta-feira anterior a data prevista para a realização do evento, motivo pelo qual foram montadas as barracas, divisórias e gradis acordados com as autoridades competentes.

Ocorre que, às vésperas de sua realização, o evento passou a ser atacado por um órgão da imprensa bauruense que, de forma infundada, acusava o evento de ser clandestino, e frequentado por vagabundos, arruaceiros e universitários baderneiros.

Nestas circunstâncias, desconhecendo todo o histórico aqui narrado, parte da opinião pública passou a também atacar o evento, o que culminou com a designação de novas reuniões pelas autoridades competentes, que passaram a realizar novas exigências à organização do BLOCO DOMINGO PÉ DE CACHAÇA, não apresentadas anteriormente.

Todavia, diante de todo o prejuízo suportado pela organização do BLOCO DOMINGO PÉ DE CACHAÇA, diante das novas exigências realizadas pelas autoridades competentes às vésperas da data prevista, e das infundadas acusações que prejudicam sua tradição, torna-se inviável a realização da edição 2.019 do evento.

Assim, infelizmente, agora, cabe a nós noticia-los que esse ano o nosso bloco não estará nas ruas.

Todas as compras realizadas online ou pessoalmente através de cartão de crédito e débito nos pontos de venda serão automaticamente reembolsadas pela plataforma byma. O estorno será realizado diretamente na fatura do cartão utilizado, através de um lançamento de crédito de igual valor ao cobrado. O tempo de processamento varia de acordo com o banco emissor do cartão. Dúvidas sobre o procedimento, favor contactar SAC byma através do [email protected]
Para as compras realizadas em dinheiro nos pontos de venda, as devoluções serão realizadas no mesmo local onde a compra foi efetuada, a partir de segunda-feira (25/02)."

 

Nota Prefeitura de Bauru:

"Cancelamento do Bloco Pé de Cachaça foi decisão dos organizadores e não proibição.
Nesse contexto, esclarecemos:
A Prefeitura Municipal de Bauru lamenta a decisão pelo cancelamento do evento do Bloco “Pé de Cachaça”. A licença municipal, inclusive, está autorizada pela Prefeitura, ficando à disposição dos organizadores desde que atendidas as exigências para emissão do alvará.

Importante esclarecer que o alvará é uma licença que compreende autorizações e providências que devem ser cumpridas em DIVERSOS entes públicos, como a Prefeitura Municipal, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Juizado de Menores, entre outros.

Por se tratar de um evento com fins lucrativos, o mesmo não pode fechar espaços públicos para cobrança de ingressos e necessita ainda de providências para disponibilização de policiamento, controle de tráfego, controle de venda de bebidas alcoólicas, disponibilização de banheiros químicos e outras infraestruturas essenciais para garantir condições mínimas de conforto e segurança para a população."

Últimas notícias