Bauru - 26/02/2019 - 09h45

Vereadores defendem método natural de combate à dengue

Redação/Assessoria
 
Os vereadores Miltinho Sardin (PTB) e Luiz Carlos Bastazini (PV) apresentaram, nesta segunda-feira (25/02), Projeto de Lei que busca estimular método natural de combate ao Aedes aegypti – o mosquito transmissor da dengue e de outras doenças.
 
A proposta consiste na distribuição gratuita, pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e em visitas domiciliares, de sementes ou mudas da planta Crotalária juncea. A espécie vegetal atrai a libélula – inseto que se alimenta do mosquito adulto e das larvas do Aedes.
 
Na exposição de Motivos, Sardin e Bastazini observam que, de 90 a 120 dias após o plantio, a planta já apresenta flores. O projeto propõe ainda que o município se encarregue do plantio de mudas de Crotalária juncea nas margens de rios, riachos, praças, canteiros de avenidas e demais áreas públicas.
 
Os vereadores destacam a importância da ação, diante dos números alarmantes da epidemia de dengue em Bauru – cidade paulista com mais casos da doença em 2019, totalizando 3.510 pacientes infectados pelo vírus e 12 mortes suspeitas.
 
O texto, que começa a tramitar pelas comissões da Câmara Municipal, explicita que a iniciativa não substitui as campanhas preventivas de limpeza e orientação para que não se deixe água parada em recipientes.
 
Na Sessão Ordinária desta segunda-feira (25/02), Miltinho Sardin exibiu uma reportagem que aborda o uso da Crotalária juncea para o combate à dengue em várias regiões do Brasil, como no estado do Mato Grosso.

 

Últimas notícias