Bauru - 27/03/2019 - 14h15

Greve: Emdurb apresenta nova proposta e consegue acordo; Prefeitura segue negociação

Redação

Em reunião na manhã desta quarta-feira (27/03), na sede da Emdurb, a diretoria executiva apresentou à comissão formada por cinco funcionários do setor de coleta e também pela diretoria do SINSERM, nova proposta de reajuste salarial aos funcionários. A proposta foi aceita e consiste nos seguintes itens:

-Conceder abono no valor de R$ 100,00 (cem reais), sem incidência de encargos, aos empregados da EMDURB, a partir de 1º de março de 2019. Esse valor será incorporado aos salários, a partir de 1º de março de 2020.
-O vale-alimentação passa a ter o valor alterado para R$ 500,00 (quinhentos reais), a partir de 01º de Março de 2019 (o valor atual é R$ 451,00).

O presidente da EMDURB, Elizeu Eclair, disse que trata-se de uma proposta formulada de acordo com o orçamento previsto junto aos contratos com a prefeitura e também com a previsão de arrecadação da empresa municipal.

Coleta
Balanço do serviço da coleta, desde início do movimento grevista:
 

Dia 26, terça-feira:
-No período da manhã, foram mantidos 30% do serviço de coleta. Dos 14 setores da coleta orgânica, cinco receberam o serviço. Dos três setores da coleta seletiva, um recebeu o serviço.
-No período da tarde, são três setores de coleta orgânica e um setor de coleta seletiva. Todos receberam o serviço, cumprindo 100% e não os 30% como foi feito no período da manhã.
-No período da noite, dos 11 setores da coleta orgânica, todos receberam o serviço normalmente, cumprindo 100%.

Dia 27, quarta-feira:
Todos os 14 setores da coleta orgânica e os três setores da coleta seletiva estão recebendo o serviço.

Prefeitura
Até o final do dia, a Prefeitura de Bauru deverá finalizar uma nova proposta a ser feita aos servidores, que entraram hoje em seu segundo dia de greve. A Secretaria de Finanças estuda a possibilidade de aumentar o vale-compra para R$ 500,00, assim como fez a Emdurb, embora existam diferenças nas negociações junto aos trabalhadores da empresa.

Inicialmente, o valor do vale-compra subiria de R$ 451,00 para R$ 485,00. Ao finalizar a última oferta, o prefeito Clodoaldo Gazzetta a remeterá amanhã ao Legislativo, enquanto ainda nesta quarta-feira tentará encerrar as negociações e pedir volta dos servidores aos postos de trabalho a partir de quinta-feira.

Este é o quinto ano consecutivo em que os servidores entram em greve após não concordarem com as propostas do governo na data-base da categoria.

Pedido do sindicato
Na campanha salarial, o Sinserm pediu a reposição da inflação, ganho real e reparação de perdas em anos anteriores. A prefeitura ofereceu reajuste de 2% a todos os servidores, incorporação como vantagem pessoal do abono de R$ 70,00 concedido ano passado, e mais uma vantagem pessoal de R$ 60,00 para quem recebe até R$ 2.600,00. O vale-compra subiria de R$ 451,00 para R$ 468,54, e o abono (antigo vale-refeição) de R$ 360,00 para R$ 374,00.

 Diferentemente das propostas do Sinserm em movimentos dos anos anteriores, neste ano o sindicato oficializou no documento o pedido da saída de Elizeu Eclair da presidência da Emdurb.

Paralisação
Em nota, a Prefeitura divulgou o balanço da adesão à greve dos servidores, por setores da administração pública municipal:

Administração: sem adesão;
Administrações Regionais: sem adesão;
Agricultura e Abastecimento: sem adesão;
Bem-Estar Social: 12 servidores;
Cultura: 01 servidor;
DAE: 26 servidores;
Desenvolvimento Econômico, Turismo e Renda: sem adesão;
Educação: 162 servidores;
Emdurb: sem adesão;
Esportes e Lazer: sem adesão;
Finanças: 03 servidores;
Funprev: sem adesão;
Gabinete: sem adesão;
Meio Ambiente: 28 servidores;
Negócios Jurídicos: sem adesão;
Obras: 13 servidores;
Planejamento: sem adesão;
Saúde: 43 servidores

Até o momento, em números totais, 288 servidores aderiram à greve.

A prefeitura também divulgou um pedido e recado aos servidores:

"Diante da greve, para resguardar a população e garantir a prestação dos serviços essenciais, a Prefeitura está monitorando o movimento e esclarece que continua aberta ao processo de diálogo e negociação com o Sindicato. A Prefeitura pontua, ainda, que já comunicou o SINSERM que, após o dissídio salarial de 2019, fará uma negociação em parceria com a entidade para atender a melhoria salarial de acordo com cada categoria dos servidores públicos municipais. A Prefeitura pede a sensibilidade dos servidores municipais para que considerem os esforços do Poder Executivo e que manterá ao longo do ano um processo de diálogo com cada categoria. Por esse motivo, a Prefeitura pede aos servidores que retornem amanhã, dia 28, aos postos de trabalho para evitar o desconto da falta no pagamento."

Últimas notícias