Bauru - 20/04/2019 - 10h15

Construção do ginásio do Sesi deve começar no mês que vem

Redação/Cinthia Milanez - JCnet
Esboço de como será o interior do ginásio; retráteis, as arquibancadas se transformarão em palco. Foto: Malavolta Jr.

O sonho de muitos bauruenses, finalmente, está prestes a se realizar. A expectativa da direção do Sesi é de que a construção do ginásio poliesportivo, em Bauru, com capacidade para 5 mil pessoas, tenha início neste próximo mês. Já licitada, a obra, na região do Horto Florestal, precisa do aval da Prefeitura de Bauru. O poder público, por sua vez, aguarda a análise do Conselho do Município, mas adianta que a liberação irá ocorrer.

Diretor do Sesi em Bauru e região, Clóvis Cavenaghi revela que, anteontem, participou de uma audiência pública, no Auditório do Sesi Horto. Na ocasião, moradores e empresários do entorno, além do Conselho do Município, Conselho Municipal de Mobilidade, representantes do poder público e Polícia Militar (PM), discutiram o impacto da construção do ginásio naquela região.

De acordo com Clóvis, o debate mais intenso girou em torno da questão do trânsito. A rua do Sesi Horto, Professora Zenita Alcântara Nogueira, é uma via de mão dupla e, atualmente, já registra intenso fluxo de caminhões (devido à demanda das empresas próximas), bem como de carros (o Sesi possui cerca de 800 alunos).

Logo, a instalação de um ginásio causaria ainda maior impacto no tráfego de veículos. No entanto, o município apresentou uma solução que, segundo o diretor do Sesi, tranquilizou os participantes da discussão: o alargamento da rua. "Existe, também, a ideia de implantar rotatórias para desafogar o trânsito dos cruzamentos com a avenida Rodrigues Alves", acrescenta.

A prefeitura pretende, ainda, urbanizar a área pertencente à Companhia Paulista de Obras e Serviços (CPOS), vinculada ao governo estadual (leia mais abaixo). Porém, parte do espaço, aproximadamente 32 mil metros quadrados, será destinado para a estruturação do estacionamento e dos acessos ao novo ginásio.

As adequações deverão ter início tão logo saia a autorização da construção do ginásio. "No próximo dia 26, participaremos de uma reunião junto ao Conselho do Município e, em seguida, a prefeitura emitirá o parecer sobre a autorização da obra. Depois, começaremos", descreve Cavenaghi.

Questionado, o prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSD) adianta que irá liberar o alvará. Só não o fez até o momento, porque precisa respeitar os trâmites legais. "O ginásio é de interesse do município, afinal, não abrigará somente jogos das mais variadas modalidades esportivas, mas shows e outras apresentações culturais", justifica.

A previsão é de que o poder público invista em torno de R$ 1 milhão nas adequações do entorno do novo ginásio, como mudanças viárias, obras envolvendo a rede de esgoto e instalação de galerias de águas pluviais.

Prazo de conclusão
Ainda de acordo com Clóvis Cavenaghi, a expectativa é de que a obra seja concluída dentro de 12 meses. "O presidente do Sesi, Paulo Skaf, gostaria que o Sesi Vôlei Bauru disputasse a final da Liga do ano que vem em casa".

Para agilizar o processo, o Sesi adiantou a licitação, cuja empresa vencedora foi a Paniquar, da Grande São Paulo. A construtora, inclusive, já deixou tudo pronto e só aguarda a emissão da ordem de serviço.

Ao todo, o Sesi pretende investir aproximadamente R$ 25 milhões na construção do novo ginásio, que terá cerca de 60 mil metros quadrados. O espaço também abrigará arquibancadas retráteis e a intenção é transformá-las em palco, quando houver necessidade.

Acordo
O prefeito Clodoaldo Gazzetta enfrentava um impasse em relação à cessão da área ao lado do Sesi do Horto Florestal, onde está prevista a estruturação do estacionamento para o novo ginásio. O local pertence à Companhia Paulista de Obras e Serviços (CPOS), vinculada ao governo estadual.

Porém, no mês anterior, ambos os órgãos entraram em acordo. Agora, será definido o tempo da cessão mas, de acordo com o prefeito, o espaço está garantido e não haverá empecilhos para a construção da arena de esportes.

Últimas notícias