Bauru - 21/05/2019 - 13h15

Faixa inédita a motos é inaugurada

Redação/Marcele Tonelli e Samantha Ciuffa - JCNet

"Parece uma faixa especial para deficientes". "Ou será uma faixa de pedestres ampliada?". Estes foram alguns dos questionamentos que a reportagem do Jornal da Cidade presenciou, nessa segunda-feira (20/05), no cruzamento entre a avenida Rodrigues Alves e a rua Treze de Maio. Lá, a Emdurb implantou, no último domingo (19/05), de modo piloto, uma faixa inédita na cidade voltada para motos e bicicletas.

Chamada de faixa de retenção, a sinalização, já presente na Capital, demarca um espaço exclusivo para os veículos sobre duas rodas esperarem até o semáforo abrir. A iniciativa, porém, parece ainda não ter sido bem compreendida por muitos e tem gerado dúvidas variadas.

Em 20 minutos no cruzamento, durante a tarde dessa segunda (20/05), a reportagem observou que a maioria dos carros tem respeitado a sinalização, mesmo sem o condutor saber o que o pictograma ao chão significa. "Não consegui entender direito o desenho, mas resolvi parar para não ter problemas", comentou o condutor André Luiz Benedicto, 53 anos.

O problema é que a maioria das motos também parava junto aos carros, não ocupando a faixa exclusiva. O motociclista Thalles Escoura, de 20 anos, por exemplo, resolveu avançar apenas após observar a presença da reportagem no local e olhar para o desenho ao chão. "Não tinha percebido isso, acho que é um espaço para motos, não é?", indagou.

Giovani de Oliveira, 20 anos, também avançou aos poucos depois de visualizar o desenho, mesmo assim a dúvida prevalecia. "Não faço ideia do que essa faixa quer indicar", disse.

ORIENTAÇÃO
A confusão é confirmada pelo mototaxista Luiz Carlos Felipe, 62 anos, que atua em um ponto de mototáxi próximo ao cruzamento. "Os carros até estão respeitando, mas os motociclistas ficam em dúvida e não avançam. Eu tenho gritado quando estou próximo para alertá-los que a faixa é para as motos", cita.

A sinalização também não foi compreendida por seo Antônio Ângelo, 70 anos, que passava pelo local de bicicleta. "Não sei o que é aquilo, mas não deve ser lugar de ciclista. Seria muito perigoso", afirmou idoso.

Nessa segunda (20/05), a Emdurb confirmou que faixa também é voltada para ciclistas.

Dúvida sobre o que o pictograma representava também pairava entre alguns pedestres. "Pelo desenho, parece até que é uma faixa especial para deficientes. Isso é bom, porque a faixa de pedestres não é tão grande", opinou Augusta Bonfim, 69 anos.

Eromilde Almeida, 38, então, parecia convicto de que o dispositivo seria para garantir mais segurança aos pedestres na travessia da avenida. "Os carros andam rápido aqui. Esse espaço maior antes da faixa de pedestres vai ajudar a gente a atravessar", disse.

A FAIXA
A demarcação do espaço à frente dos demais veículos tem como objetivo facilitar a saída quando o sinal abre para o trânsito, protegendo mais os motociclistas e ciclistas, que estão entre as principais vítimas no trânsito.

Por meio de nota, a Emdurb disse que a sinalização está em fase de testes e que ainda irá analisar o comportamento dos motoristas.

Ainda de acordo com a empresa, a iniciativa faz parte da chamada "Operação Frente Segura", lançada no Estado em 2013, e atende a uma reivindicação antiga do vereador Miltinho Sardin (PTB).

"Importante salientar que os motociclistas devem respeitar a abertura total do sinal verde antes de iniciar a saída do espaço delimitado", finaliza a empresa, pedindo atenção à nova faixa.

Últimas notícias