Bauru - 01/07/2019 - 14h30

Bauru terá evento para observação do eclipse solar


Nesta terça-feira (02/07), Sol, Lua e Terra vão se alinhar resultando em um eclipse solar. O fenômeno poderá ser visto em sua totalidade em faixas no Chile e Argentina, no Brasil, algumas regiões poderão observar de 9% a 60% do eclipse.

Em Bauru, o Observatório de Astronomia da Unesp promove, a partir das 16h30, um evento para observar o eclipse, que aqui, será parcial. Um telescópio especialmente projetado para observações do Sol estará disponível no estacionamento do mercado Atacadão, na Av. Nações Unidas, quadra 50.

Ao anoitecer, outros telescópios serão apontados para Júpiter, o maior planeta do Sistema Solar, que esteve mais próximo da Terra há uns 15 dias. As atividades serão realizadas até as 21h30 e também celebrarão o internacionalmente reconhecido Dia do Asteroide (Asteroid Day). Este evento do Observatório está registrado no site internacional do Asteroid Day, junto com centenas de eventos de outros países, e pode ser conferido em: asteroidday.org

O evento é gratuito, toda a população está convidada, mas, atenção, as observações dependem das condições atmosféricas.

O eclipse do sol
O Observatório explica que um eclipse solar ocorre quando a Lua, em sua fase Nova, entra na frente do Sol, em relação a um observador na superfície do planeta Terra. Neste dia 2 de julho ela começará a tapar o Sol às 16h59m43.3s e, aos poucos, a Lua vai obscurecendo cada vez mais o Sol, até ele se pôr no horizonte Oeste às 17:44.

Como observar o eclipse?
Aos que vão acompanhar ao vivo é crucial que se utilizem de lentes adequadas. Especialistas ressaltam que óculos escuros tradicionais, chapas de raio-x, negativo de filmes antigos, câmeras digitais e vidros escuros prejudicam a visão se usados para observar o fenômeno.

Pela internet, será possível acompanhar as transmissões pelos sites do ESO, European Southern Observatory, às 16h15, ou do museu Exploratorium, que será alimentado com imagens do fenômeno. O canal no YouTube do TimeAndDate.com também transmitirá o fato, a partir das 16h.

Um eclipse solar acontece, em média, uma vez a cada 18 meses, mas sempre em regiões distintas.  Cientistas acreditam que um eclipse solar completo poderá ser observado no Brasil apenas em 2045.


Para saber mais acompanhe o Observatório Didático de Astronomia “Lionel José Andriatto” da UNESP Bauru nas redes sociais Face e Insta: @obsbauru

Últimas notícias