Geral - 09/09/2019 - 16h05

Impostômetro chega a R$ 1,7 trilhão nesta terça

Redação/Assessoria

Nesta terça-feira (10/09), às 11h, o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) atingirá a marca de R$ 1,7 trilhão. O montante, que corresponde ao total de impostos, taxas, multas e contribuições pagas desde o primeiro dia do ano à União, aos estados e aos municípios, será atingido com 14 dias de antecedência em relação a 2018.  

Essa antecipação reflete o nível de atividade econômica mais a inflação do período, segundo Marcel Solimeo, economista da ACSP. "Mas ela também é influenciada pelos produtos com maior crescimento nas vendas, que têm tributação mais alta. Como é o caso de veículos, que ajudaram a aumentar a arrecadação."  

Perguntado se a Reforma Tributária, que está em discussão na Câmara e no Senado, ajudaria a reverter esse quadro, o economista diz que, num primeiro momento, a preocupação será mais com a simplificação do sistema do que com a redução da carga tributária.

"O ideal, porém, seria adotar simultaneamente medidas tanto para reduzir os gastos como, para num futuro próximo, reduzir também essa carga - muito alta para o nível de renda que o país tem."

O Impostômetro foi implantado em 2005 pela ACSP para conscientizar os brasileiros sobre a alta carga tributária e incentivá-los a cobrar os governos por serviços públicos de mais qualidade. Está localizado na sede da ACSP, na Rua Boa Vista, centro da capital paulista, mas outros municípios e capitais se espelharam na iniciativa e instalaram seus painéis. No www.impostometro.com.br, é possível acessar diversas informações tributárias e entender mais sobre o assunto.

Últimas notícias