Bauru - 05/11/2019 - 08h50

'Megaobra' precisa de 4.800 funcionários e Prefeitura oferecerá cursos


A construção da nova fábrica da Bracell, em Lençóis Paulista, produziu um esforço regional para dar conta da mão de obra necessária para atender às necessidades da empresa. A obra já conta com mais de 1.900 funcionários e entrará na etapa da construção civil, momento em que mais precisará contratar, com a previsão de admitir outros 4.800 profissionais em funções como pedreiro, carpinteiro, encanador, ajudante de montagem, ajudante de civil e eletricista montador.

A contratação é feita por empresas terceirizadas que prestam o serviço de construção para a Bracell e a intenção é admitir pessoas que moram em dez municípios da região, em um raio de até 40 quilômetros da nova fábrica, no caso Lençóis Paulista, Macatuba, Bauru, Agudos, Pederneiras, São Manuel, Borebi, Barra Bonita, Igaraçu do Tietê e Areiópolis. Para Bauru, a expectativa é que sejam, aproximadamente, 500 vagas.

Cadastro
Em Bauru, os profissionais interessados devem se cadastrar pela internet, no site do programa Emprega Bauru (sites.bauru.sp.gov.br/empregabauru). Aqueles que já possuem cadastro no site podem atualizar as informações, caso tenham feito cursos nos últimos meses.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico montou um esquema de atendimento para receber pessoas que não tenham acesso à internet ou que estejam com dúvidas, na sede da secretaria, na rua Virgílio Malta, 17-06, e pelos telefones (14) 3232-1392 e 3227-7819, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Em entrevista à 96FM, a Secretária da Sedecon (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Renda) contou os detalhes sobre essas contratações, ouça:
 


Cursos de qualificação
Em algumas áreas, há mais dificuldade para encontrar profissionais qualificados. Entre elas, de acordo com a Bracell, estão encanador soldador e mecânico montador.

Em Bauru, a partir de 18 de novembro, a Sedecon vai oferecer cursos de qualificação, em parceria com o Senai e Centro Paula Souza, através do Programa Minha Chance, para que mais pessoas consigam atender aos requisitos exigidos para as vagas. A prefeitura também deve formalizar, ainda hoje (05/11) uma parceria com o Estado para oferecer os cursos, como explica a secretária de Desenvolvimento Econômico, Aline Fogolin.

 

 

Últimas notícias