Bauru - 30/11/2019 - 09h50

Mortes no trânsito mais que dobram em 2019

Tisa Moraes-JCNet

Bauru irá encerrar 2019 com uma triste estatística. Faltando ainda um mês para o encerramento do ano, a cidade já contabiliza mais que o dobro de mortes no trânsito urbano na comparação com 2018 inteiro.

No ano passado, foram contabilizados 12 óbitos em acidentes e, em 2019, até esta sexta-feira (29/11), já são 25 vítimas. A mais recente delas foi o estoquista Guilherme Heitor de Freitas Marangão, 30 anos, que perdeu a vida no cruzamento entre a avenida Duque de Caxias e a rua Gérson França.

O acidente ocorreu na madrugada de sexta-feira. Guilherme estava em uma moto Honda CB 300R e trafegava pela Duque, quando houve a colisão com um Ônix, conduzido por um rapaz de 22 anos, que cruzava a avenida pela Gérson França. O motociclista chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi encaminhado ao Pronto-Socorro Central (PSC), mas não resistiu aos ferimentos.

SOBRE DUAS RODAS
Guilherme Marangão é uma das 12 vítimas do trânsito bauruense neste ano que estavam em motocicletas. Além destas mortes, que representam quase metade das ocorrências de 2019, outros três condutores que entraram para as estatísticas estavam em bicicletas motorizadas e seis pessoas eram pedestres. 22 vítimas eram do sexo masculino e oito tinham entre 18 e 30 anos de idade.

Já há alguns meses, especialistas ouvidos pela reportagem têm atribuído a alta à persistente imprudência dos motoristas. O patamar de 2019 também já é superior aos de 2015 e 2017, mas, até o momento, o índice é menor do que 2014 e 2016.
 

Últimas notícias