Bauru - 14/02/2020 - 12h25

Sandro Fernandes é condenado a 33 anos de prisão


O advogado bauruense Sandro Luiz Fernandes (foto acima) foi sentenciado, em primeira instância, a 33 anos e seis meses de prisão em acusação de abuso sexual contra três pessoas de sua família. A esposa dele, Fernanda Fernandes, foi sentenciada a 20 anos e nove meses por ter se omitido diante dos abusos de duas destas vítimas, que, na época das denúncias, tinham 18 e 9 anos.

A decisão foi proferida na última terça-feira (11/02), pelo juiz Cláudio Augusto Saad Abujamra, da 3ª. Vara Criminal de Bauru. Em entrevista ao Jornal da Cidade, a defesa de Sandro e Fernanda informou que irá recorrer. O casal continuará respondendo ao processo em liberdade.

A condenação de Sandro e Fernanda ocorre cerca de oito anos depois de o advogado ser acusado por familiares de abuso sexual. Durante toda a tramitação do inquérito policial e da ação judicial, ele alegou inocência.

Desde o início, por se tratar de crimes contra crianças e adolescentes, em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), os nomes e as imagens das vítimas são preservados.

Últimas notícias