Cultura - 15/02/2017 - 18h35

Tom sombrio de 'Logan' preocupa Fox

Redação/UOL
Em sincera entrevista à Variety, a presidente da Fox, Stacey Snider, admitiu que o estúdio está “preocupado” com o tom sombrio de Logan, o terceiro filme solo do Wolverine.
 
”Aqui dentro existe uma grande preocupação com o tom sombrio e intenso do filme, que funciona mais como uma reflexão da vida e da morte”, confessou.
 
A executiva também revelou que o longa deixou outros executivos “sem reação”:
 
“É muito parecido com um faroeste, e alguns de meus colegas estão sem muita reação no momento. Não é como se você estivesse apresentando o Wolverine em seu auge, e o debate interno vem sendo algo como, ‘Isso não acabará se tornando tedioso para o público? Será que as pessoas realmente vão se empolgar com um Wolverine vivendo quase como um homem normal, que não quer mais lutar, até que uma garotinha faz com que ele volte a fazer isso?’”, questionou.
 
Logan mostrará o mutante e o Professor Charles Xavier tentando lidar com a perda dos X-Men enquanto tentam impedir uma corporação liderada por Nathaniel Essex de destruir o mundo. As habilidades mutantes de Logan estão cansadas e o Alzheimer do Professor Xavier está fazendo-o esquecer dos X-Men, e Logan acaba se aliando à Laura Kinner, clone feminino de Wolverine, para encontrar Nathaniel.
 
Boyd Holbrook (Narcos) faz o vilão principal, e Richard E. Grant, Eriq Lasalle e Elise Neal completam o elenco de Logan, que será proibido para menores de 18.
 
Dirigido por James Mangold (Wolverine – Imortal), Logan chegará aos cinemas brasileiros em 2 de março.
Últimas notícias