Geral - 25/01/2019 - 14h25

Barragem de mineração se rompe em Minas Gerais e invade Brumadinho

Redação/Reuters

Uma barragem da mineradora Vale se rompeu nesta sexta-feira (25/01), em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O rompimento foi confirmado pelo Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, que enviou equipes para o local. A defesa civil também foi acionada. Ainda não há confirmação se há feridos no local.

A Vale informou que o rompimento ocorreu no início da tarde de hoje, na Mina Feijão. As primeiras informações indicam que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco.

"A prioridade total da Vale, neste momento, é preservar e proteger a vida de empregados e de integrantes da comunidade", disse.

Segundo site oficial da Vale, a chamada Barragem I - Mina Córrego do Feijão é utilizada para disposição de rejeitos da mineração.

O que se sabe até agora

  • Rompimento ocorreu no início da tarde na Mina do Feijão, da Vale, em Brumadinho
  • Corpo de Bombeiros e Defesa Civil municipal e estadual estão mobilizados
  • Prefeitura emitiu alerta para que população se mantenha longe do leito do Rio Paraopeba
  • Por precaução, o Instituto Inhotim está retirando funcionários e visitantes do local
  • Ainda não informações sobre vítimas

De acordo com a Defesa Civil, os moradores que moram na parte mais baixa da cidade estão sendo retirados das casas. O helicóptero do Corpo de Bombeiros está sobrevoando o local.

NOTA OFICIAL DA VALE
Veja a íntegra do texto:

"A Vale informa que ocorreu, no início da tarde de hoje, o rompimento de uma barragem na Mina Feijão, em Brumadinho (MG). As primeiras informações indicam que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco. Ainda não há confirmação se há feridos no local. A Vale acionou o Corpo de Bombeiros e ativou o seu Plano de Atendimento a Emergências para Barragens.

A prioridade total da Vale, neste momento, é preservar e proteger a vida de empregados e de integrantes da comunidade.

A companhia vai continuar fornecendo informações assim que confirmadas."

Últimas notícias