Geral - 06/06/2019 - 13h40

China faz 'diplomacia dos pandas' e empresta dois ursos a Moscou

Redação/G1

O presidente chinês Xi Jinping emprestou dois ursos panda ao zoológico de Moscou em uma cerimônia com Vladimir Putin na quarta (5), em um gesto que o presidente russo descreveu como um sinal de confiança e respeito entre os dois países.

A "diplomacia dos pandas" é uma característica da maneira como os chineses conduzem relações internacionais: eles dão ou emprestam os ursos para países com quem pretendem se aproximar.

Xi apresentou os pandas (de nomes Ru Yi e Ding Ding) depois de conversas com Putin, que chamou de seu melhor amigo. O chinês faz uma visita de três dias a Moscou.

“Nos últimos seis anos, nós nos encontramos quase 30 vezes. O Putin é meu melhor amigo e um bom colega”, disse Xi, em um comentário publicado pelo site do governo russo.

Os pandas, que podiam ser vistos mastigando bambu quando Xi e Putin chegaram, vão viver em um ambiente construído para eles. Os chineses emprestaram eles por 15 anos, como parte de um projeto de pesquisa.

Ao lado de Xi, Putin agradeceu pelo empréstimo dos pandas. “Quando falamos sobre pandas, sempre temos um sorriso no rosto. Aceitamos o presente com gratidão e respeito.”

“Esses animais são um símbolo da China, e nós valorizamos esse gesto de amizade.”

Os ursos já estavam na Rússia desde o fim de abril, mas só agora foram apresentados ao público.

Últimas notícias